Pescadores de Histórias da Escola Classe 306 Norte

LEITORES

BIBLIOTECA CECILIA MEIRELES E LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA NA ESCOLA CLASSE 306 NORTE

Minha foto
BRASÍLIA, DF, Brazil
Olá amiguinhos! Aqui é o nosso cantinho na Net. Que divertido é: ler histórias, poesias, dar muita risada, conhecer gente legal, ter boas idéias para brincar e contar muitas novidades! É também ter nosso próprio livro, cantar cantigas de roda, fazer adivinhações e também aprender um montão de coisas! Afinal ser criança é especial! Nosso intuito é oferecer cultura. Boa leitura!

22 novembro 2010

FILMES: KIRIKOU E A FEITICEIRA E KIRIKOU E OS ANIMAIS SELVAGENS


sinopse:

Na África Ocidental, nasce um menino minúsculo, cujo tamanho não alcança nem o joelho de um adulto, que tem um destino: enfrentar a poderosa e malvada feiticeira Karabá, que secou a fonte d'água da aldeia de Kiriku, engoliu todos os homens que foram enfrentá-la e ainda pegou todo o ouro que tinham. Para isso, Kiriku enfrenta muitos perigos e se aventura por lugares onde somente pessoas pequeninas poderiam entrar.

KIRIKU E A FEITICEIRA

KIRIKU E A FEITICEIRA
do site www.correioweb.com.br

Photobucket - Video and Image Hosting

Kiriku é um menino que já falava quando ainda estava na barriga da mãe. Na verdade, foi ele quem escolheu seu próprio nome logo que nasceu. Ele está destinado a libertar uma vila africana de uma feiticeira chamada Karaba, que secou as fontes de água e sequestra os homens do local. Kiriku vai até o sábio da montanha, conhecedor do segredo de Karaba, e em seguida parte para enfrentar a feiticeira.

Essa história faz parte do folclore africano e fala da determinação na luta pela liberdade. Kiriku nasce para ser livre, tanto que quando ainda está na barriga da mãe ele diz: "Mãe, dê a luz a mim!" Segundo o diretor e roteirista, Michel Ocelto, foi também um grande oportunidade para mostrar o povo africano e alguns de seus valores. O roteiro foge do óbvio, ao contrário do que acontece em outras produções do gênero. E conta ainda com boa trilha sonora e personagens cativantes.

A trilha sonora do filme foi feita pelo senegalês Youssou N´Dour, um dos mais famosos músicos africanos, que tornou-se popular pela música 7 seconds

Photobucket - Video and Image Hosting

FICHA TÉCNICA

Título Original: Kirikou et la sorcière
Gênero: Desenho Animado, em cores
Classificação: Livre
Photobucket - Video and Image Hosting
Tempo de Duração: 71 minutos
Ano de Lançamento (França/Bélgica): 1998
Estúdio: Trans Europe Film / Les Armateurs / Odec Kid Cartoons / Exposure / Monipoly / Studio O / France 3 Cinéma / Radio-telévision belge
Photobucket - Video and Image Hosting
Distribuição: ArtMann
Direção: Michel Ocelot
Roteiro: Michel Ocelot
Photobucket - Video and Image Hosting
Música: Youssou N'Dour
Edição: Dominique Lefèvre
Photobucket - Video and Image Hosting
Elenco:
Vozes
Antoinette Kellermann (Karabá)
Fezele Mpeka (Tio)
Kombisile Sangweni (Mãe)
Theo Sebeko (Kiriku)
Mabuto "Kid" Sithole (Velho / Viellard)
Photobucket - Video and Image Hosting
Detalhes:
. O diretor do filme, Michel Ocelot, passou parte da infância na Guiné, onde conheceu a lenda de Kiriku.
Photobucket - Video and Image Hosting
. Para compôr as canções do filme apenas foram utilizados instrumentos tradicionais da África, como balafon, ritti, cora, xalam, tokho, sabaar e o belon.
Photobucket - Video and Image Hosting
. Na versão original do filme, falada em francês, as vozes dos personagens foram feitas por atores africanos.

Photobucket - Video and Image Hosting
******************
PERSONAGENS
http://www.fantasykat.com/shows/kiriku.html

KIRIKU E OS ANIMAIS SELVAGENS

    • O filme: “KIRIKOU E OS ANIMAIS SELVAGENS” é baseado em lendas africanas e conta a história de um minúsculo menino que enfrenta a terrível feiticeira Karabá, que ameaça a sobrevivência da sua aldeia.
    • O avô de Kirikou (Pierre-Ndloffé Sarr) conta as aventuras do garoto, cuja altura não alcança o joelho de uma pessoa normal. Entre elas o avô conta como o menino aprendeu a ser jardineiro, detetive, artesão, doutor, comerciante e viajante, percorrendo os diversos recantos da África.
    • (Fonte: www.adorocinema.com.br)
    • KIRIKOU E A HIENA NEGRA
    • Um dia Kirikou e sua tribo fizeram uma grande plantação em seu quintal.
    • Durante a noite apareceu um animal que destruiu a plantação. Kirikou pensou em fazer um cercado e colocar alguém para vigiar. O que será que era aquilo?
    • De repente um animal chegou. Eles perceberam então, que era uma hiena negra. Todos pensaram que era coisa da feiticeira Karabá.
    • No dia seguinte Kirikou percebeu um buraco e viu que era um ratinho que estava ali. Então Kirikou falou que a hiena negra não era da feiticeira.
    • Como a hiena negra era carnívora, ela apenas queria comer o ratinho. A hiena não queria destruir o quintal.
    • Kirikou espantou a hiena, pegou o ratinho, cuidou e depois o soltou.
          • 3. KIRIKOU E O BÚFALO
    • Nessa história, todas as pessoas da aldeia tinham feito seus vasos de argila para vender e ter dinheiro para comprar coisas.
    • No caminho para a cidade encontraram um búfalo e colocaram os potes em cima dele. Kirikou não colocou seus vasos em cima do búfalo porque pensou que ele não era do bem.
    • Quando estavam chegando na cidade, o búfalo saiu correndo e quebrou todos os vasos.
    • Apenas Kirikou vendeu seus vasos e teve até que fazer encomendas.

      • KIRIKOU E A GIRAFA
    • A história conta que Kirikou estava seguindo as marcas das patas de um animal que tinha três dedos.
    • Quando a mãe de Kirikou o viu, disse:
    • - Kirikou, não vá muito longe, as armadilhas podem te pegar.
    • E Kirikou foi indo cada vez mais longe. Ele percebeu que não era um animal e caiu no mar. Os feitiços apareceram do nada, mas Kirikou subiu em cima de uma árvore e uma girafa apareceu para comer as folhas dessa árvore.
    • Kirikou subiu na girafa e ela levou-o para conhecer lugares que ele nunca tinha visto antes.
    • Enquanto Kirikou fazia um belo passeio, os feitiços estavam no mar e foram levados pela correnteza.
    • Depois dessa aventura, Kirikou voltou para casa.
        • KIRIKOU E O FALSO FEITIÇO
    • Um dia na aldeia de Kirikou, uma mulher gritou:
    • - Está pronta a cerveja, está pronta! Vamos provar!
    • E todas as mulheres provaram.
    • No dia seguinte todas as mulheres estavam doentes. Kirikou derrubou a cerveja do barril, viu uma flor e a levou em um graveto para sua mãe. Ela disse que era uma flor venenosa e a cura estava no jardim da feiticeira Karabá.
    • Kirikou reuniu as crianças e todas cooperaram para fazer um falso feitiço. Kirikou foi dentro do feitiço e estava atrás de uma flor amarela que crescia no jardim mofado da feiticeira.
    • Kirikou pegou a flor sem ser percebido, mas na hora que ele estava voltando foi descoberto e saiu correndo. Perseguido por feiticeiros, Kirikou chegou na aldeia, tirou a roupa de falso feitiço e os feitiços verdadeiros levaram apenas a roupa de feitiço e não Kirikou.
    • Kirikou deu a flor para sua mãe comer e ela ficou boa.
www.labutaca.net
www.zelluloid.de

Photobucket - Video and Image Hosting

Frankreich 2005, ca. 75 min.
Regie: Bénédicte Galup, Michel Ocelot
Drehbuch: Philippe Andrieux, Bénédicte Galup, Marie Locatelli, Michel Ocelot,


Photobucket - Video and Image Hosting
Site Oficial:
www.kirikou-lefilm.com

Photobucket - Video and Image Hosting